Neu

Um Mundo que Devora as Suas Crianças

Artikel-Nr.: CJ9

Auf Lager

15,80
Preis inkl. MwSt., zzgl. Versand
Versandgewicht: 0,2 kg


Agredidas, famintas, exploradas em milhões de ateliês e fábricas, recrutadas por grupos armados, encerradas em bordéis – as crianças são mais espezinhadas do que nunca num mundo que, no entanto, não pára de se maravilhar com o seu próprio progresso. Um mundo que as destrói tanto a norte como a sul do planeta. Este livro é simultaneamente um grito de indignação e uma chamada de atenção para os milhões de crianças que o nosso mundo devora. «(…) A criança, rainha? Apenas aparentemente. Quantos indícios existirão, na pedagogia “moderna”, reveladores de uma violência sub-reptícia? E que dizer do modo ambivalente como é olhada esta faixa etária, objecto de tantos esforços no sentido de a “refrear”? Existirá algum tipo de continuidade entre o sadismo vulgar, na família, na escola e a violência mais crua? Certamente que não, porque a fronteira existe e impõe-se como uma barreira: a da passagem aos actos propriamente ditos. Mas essa fronteira é transponível, essa barreira não é impermeável e no que se refere às crianças, a violência domina, conscientemente ou não, de Norte a Sul do planeta. Porém, ao longo dos séculos foram-se levantando vozes poderosas preocupadas em estigmatizar as suas origens e reduzir os seus efeitos. Recordemo-nos, a propósito, de uma das mais célebres e mais sonantes, que foi a de Maria Montessori, a qual, no fim de uma longa existência totalmente consagrada a denunciar este escândalo, escrevia no seu último livro, redigido na Índia em 1949: “O mundo civilizado torna-se um imenso campo de concentração onde todos os homens que nascem são relegados e feitos escravos, diminuídos nos seus valores, alienados nos seus impulsos criativos, subtraídos dos estímulos vivificantes que cada homem tem direito a encontrar entre os que [o] amam.” (…)»

de Claire Brisset

Páginas: 124

Diese Kategorie durchsuchen: Comunicação - Jornalismo